Notícias Recentes



ARRASTÃO CONTRA DENGUE DESTE SÁBADO SERÁ NO SÃO CRISTÓVÃO

A Secretaria da Saúde continua desenvolvendo ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre amarela urbana, chikungunya e zika. No último final de semana foi realizado um arrastão para coletar materiais inservíveis no bairro Bom Jardim. Durante os últimos dias uma equipe da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias do Governo do Estado) com apoio da Vigilância Epidemiológica Municipal visitou pontos estratégicos tais como escolas, empresas, prédios e áreas de risco.


Para o próximo sábado (3), será realizado mais um arrastão de materiais inservíveis. Dessa vez o bairro atendido será o São Cristóvão. A ação ocorrerá das 8 às 12 horas, com o objetivo é eliminar possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, de escorpiões e outras pragas.


A orientação da Vigilância Epidemiológica é para que os moradores descartem objetos que não têm mais serventia de dentro das casas, deixando-os na calçada. Entre os materiais inservíveis estão móveis e utensílios tais como fogão, geladeira, guarda-roupa, sofá, mesa, cadeira ou tanque de lavar roupa. Não será recolhido entulho e resto de materiais de construção.


O material recolhido pelos funcionários da Secretaria de Obras será encaminhado ao Aterro Sanitário e Industrial CTR Essencial. Além de eliminar os possíveis criadouros do mosquito, a ação permite que os moradores façam uma limpeza em suas casas. Muitos desses materiais, infelizmente, iriam parar nos carreadores de cana, jogados de forma irregular.


De forma paralela, as equipes da Saúde passarão em todas as residências para orientar os moradores quanto aos cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. “Contamos com a colaboração e participação dos moradores em deixar os agentes da Saúde vistoriar os imóveis e passar as orientações necessárias para combater o mosquito. O bairro São Cristóvão é o que mais tem casos positivos de dengue e é onde os agentes da saúde encontram mais resistência para passar as orientações aos moradores”, disse Filemon Silvano, secretário da Saúde. Entre as medidas que serão passadas aos moradores está a de retirar pratos de xaxim e vasos, não deixar baldes a céu aberto, limpar calhar e reservatórios de água que ficam atrás das geladeiras, jogar água sanitária nos ralos, por exemplo.


Casos confirmados – A Secretaria da Saúde confirmou nesta semana que foram registrados 231 notificações de casos da dengue, sendo que 34 foram confirmados como positivos.


Na divisão por bairros, o campeão de casos autóctones positivos (contraídos no próprio local) é o São Cristóvão, com seis casos. O Nosso Teto registrou quatro casos positivos neste ano. Com dois casos em cada bairro estão Bom Jesus, Luiz Massud Coury, Vitório Cezarino (Sem Terra), Cambará, Bela Vista e Batistada. Bom Retiro, Centro, Santa Maria e São Pedro tiveram um caso cada. Nos casos importados (com a doença contraída em outras cidades), Bom Jesus e Sem Terra têm três casos positivos cada, enquanto que Bom Jardim e Bela Vista tiveram um caso cada.


“Os moradores do bairro São Cristóvão não são receptivos as equipes da Saúde. Muitas vezes por entender que já têm conhecimento suficiente sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti ou simplesmente por não querer ser incomodado, o morador não atende ao agente de saúde. As informações que passamos podem parecer simples, mas um pequeno detalhe pode fazer toda a diferença. Uma tampinha de garrafa é o suficiente para o mosquito de reproduzir. E, por mais que você cuide do seu quintal, se o seu vizinho não tem o mesmo cuidado, você e sua família estão em risco de contrair uma doença que pode levar à morte”, explicou a enfermeira Valdirene Garcia.

Autoria: Patricia Duarte
Fonte: SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
Foto:
Postada em : 13/08/2019