Notícias Recentes




PREFEITURA FAZ ARRASTÃO DE MATERIAIS INSERVÍVEIS NO SEM TERRA

A Prefeitura de Rio das Pedras fez um arrastão de materiais inservíveis no bairro Vitório Cezarino (Sem Terra), no sábado (9), das 8 às 12 horas. Os moradores contribuíram com a ação descartando objetos que não tinham mais serventia de dentro das casas como armários, louças, garrafas e vasos.


Paralelamente funcionários da Secretaria de Obras recolhiam o material deixado na calçada – que posteriormente foi despejado no Aterro Sanitário e Industrial CTR Essencial. “Além de eliminar os possíveis criadouros do mosquito, permite que os moradores façam uma limpeza em suas casas. Muitos desses materiais, infelizmente, iriam parar nos carreadores de cana, jogados de forma irregular”, explicou o prefeito Carlos Defavari.


Já as equipes da Saúde passaram em todas as residências para orientar os moradores quanto aos cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. “Todas as casas do bairro foram visitadas, com exceção de três residências em que os moradores se recusaram a receber orientações e dos imóveis que estavam trancados”, disse Filemon Silvano, secretário da Saúde. Entre as orientações passadas aos moradores estava a de retirar pratos de xaxim e vasos, não deixar baldes a céu aberto, limpar calhar e reservatórios de água que ficam atrás das geladeiras, jogar água sanitária nos ralos, por exemplo.


“Encontramos muitos criadouros no bairro. Por isso, chamamos a atenção dos moradores e pedimos muito cuidado para não deixar pontos com água parada. Neste ano tivemos 11 notificações de casos de dengue. O primeiro positivo foi no Sem Terra, por isso fizemos o arrastão no bairro. Já temos outro caso positivo está na Batistada. Ambos são casos importados, que foram contraídos em outras cidades”, detalhou Filemon.


Há outros dois casos positivos, esses autóctones – contraídos em Rio das Pedras –, no Lúcia Taranto Marrano (Nosso Teto). Por isso, o próximo arrastão será no bairro, neste sábado (16), das 8 às 12 horas. A orientação aos moradores é a mesma, para que deixem na calçada os materiais que possam ser recolhidos, além de que atendam aos agentes da Saúde para receber as orientações necessárias.


Entre os materiais inservíveis estão móveis e utensílios tais como fogão, geladeira, guarda-roupa, sofá, mesa, cadeira ou tanque de lavar roupa. Os agentes farão a retirada apenas de materiais que estiverem na parte externa das residências, por isso há necessidade de que os moradores coloquem os materiais a serem recolhidos com antecedência na parte externa das casas.


A ação visa eliminar possíveis criadouros de mosquitos transmissores da dengue, escorpiões, entre outros tipos de pragas.


 

Autoria: Alex Calmon
Fonte: SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
Foto:
Postada em : 16/03/2019